quarta-feira, maio 12, 2021

Panqueca de banana

Panqueca de banana

Se tem uma coisa que me dá fome, é a vida (porque sério, ô pessoinha insaciável). Não posso ver filme, outdoor, livro, blog, conversa alheia, panfleto, desenho, programa ou música sobre comida que eu já fico com um desejo absurdo de comer algo que, provavelmente, não tem em casa (e, quiçá, nem exista). É a clássica crise da geladeira aberta unida ao desespero da fome de não sei o que. Essa receita é perfeita para esses momentos, pois em menos de 20 minutos deliciosas panquecas de banana descansarão felizes em seu estômago – e você estará livre para pensar na próxima refeição.

Panqueca de banana

Rendimento: 12 unidades

1 banana madura amassada
3/4 xícara de farinha
1 colher (sopa) de açúcar refinado
Meio copo de leite + 1 colher
1 colher (sopa) de açúcar mascavo
2 colheres de manteiga
1 colher (chá) de fermento
Pitada de sal
1 ovo

Derreta a manteiga em um bowl médio. Acrescente o ovo e bata vigorosamente (isso ajudará a panqueca a crescer e a ficar gordinha, como nos filmes). Incorpore a banana e o leite. Aos poucos, coloque os ingredientes secos, cuidando para não formar grumos. Enquanto a massa descansa um pouquinho, esquente uma frigideira antiaderente em fogo baixo, com um pingo de óleo. Derrame a massa com uma concha pequena e, quando borbulhas de amor pequenas bolhas começarem a estourar no topo, vire. Espere cerca de 30 segundos (ou dê uma bizoiada na cor embaixo) e retire do fogo. Seja feliz.

Cobertura de chocolate

2 colheres (sopa) de doce de leite
2 colheres (sopa) de chocolate meio amargo picado

Olha que difícil: coloque os dois primeiros ingredientes em uma panelinha e, em fogo baixo, mexa até derreter. Caso prefira, pode fazer no microondas também. De nada.

Panqueca de banana

Dicas

1. Ao colocar a massa na frigideira, não é necessário moldar: apenas derrame ela em um único ponto que o formato se dará por conta própria;

2. Para panquecas de tamanho padrão, use um copo medidor para levar a massa à frigideira;

3. As coberturas podem ser as mais variadas possíveis: frutas da estação, mel, maple syrup, açúcar de confeiteiro, chantilly, confeitos, leite condensado… Se joga, porque a gula não tem limites;

4. Sobrou? É só porcionar e congelar. Para aquecer novamente, coloque na torradeira – fica tão fresca quanto aquela feita na hora, e pode ser um delicioso café da manhã em um domingo preguiçoso;

Enquanto cozinha, ouça a música musa inspiradora do post:

Você pode gostar também...

Não tá tudo bem
Um ano de quarentena
Artigo anteriorProfiteroles
Próximo artigoMadeleines, o bolinho de concha
Bárbara Pustai
Bárbara Pustai
Eu como comida fria e tiro umas fotos por aí! Vem comigo?

10 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui