terça-feira, novembro 30, 2021

Sete anos de blog

Sete anos de blog

Hoje faz sete anos que escrevi o primeiro post, na época em que era apenas um blog bebê. Comecei com um marshmallow caseiro, rosa e fofinho, receita unida à história que ronda sua invenção.

Sempre fui dada às palavras, mais escritas que faladas, apesar de ser adepta de horas a fio de conversa. E como é subjetivo esse universo – e o tanto que depende de inspiração, de leitura e de muitas xícaras de café. As palavras podem ser generosas, mas também podem ser tão frustrantes quanto uma sobremesa ruim.

Nesse caminho, aprendi a sentir algo novo: orgulho, aquele bom e quentinho, que exibe pra si as escolhas acertadas, com alegria, e aprende com os tantos desacertos. De começar sozinha e, de repente, se vislumbrar no meio de uma multidão de pessoas incríveis.

Hoje faz sete anos que dei o primeiro passo e, desde então, tive tropeços e tive muitas, muitas mãos pra me levantar. Obrigada pela generosidade, pelo tempo que vocês investem aqui, por estarem presentes nesse mundo cheio de ausências. Talvez esse seja o texto mais brega escrito aqui, mas admito – também sou dada a breguices.

Agora à noite, enquanto escrevo sentada na cama, sinto o vento bater na minha nuca. Respiro fundo, tranquila. Que bonito que é gostar do que se faz, e que paz que me dá saber que vocês estão aqui ❤️

Você pode gostar também...

Não tá tudo bem
Um ano de quarentena
Bárbara Pustai
Eu como comida fria e tiro umas fotos por aí! Vem comigo?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui