• Bowl

    Adocica: Bowl crocante com mousse de chocolate branco

  • Slider 2

    ADOCICA: BROWNIE DE STIKADINHO NO POTE

  • Slider

    Doces do Mundo: Churros

  • Slider

    DOCES DO MUNDO: DONUTS

Como já contei aqui, eu não fui uma criança comilona. O almoço de domingo poderia ser tempestuoso caso eu encontrasse arroz à grega na mesa (ou se meu pai imitasse a Sandy com fome de leão na propaganda do Biotônico Fontoura). O feijão precisava ser peneirado antes de entrar em contato com o arroz, porque eu só gostava do caldinho (sim: affff). A aproximação amigável com a comida só acontecia na cozinha, quando eu ajudava a minha mãe a preparar alguma guloseima. Uma das minhas especialidades, sem dúvidas, era o sorvete produzido com a Sorveteria da Eliana, que consistia em pegar um potinho de iogurte e passar pelo rolo de metal congelado. Vai dizer, praticamente uma chef.

O que eu quis dizer com essa revelação dramática esse resumo dos meus hábitos alimentares infantis, é que as crianças costumam, sim, ser chatinhas para comer, mas nada que um passeio ao cômodo mais incrível da casa não ajude a resolver. Quando se sente envolvida, o entusiasmo aparece na forma de curiosidade – e ela certamente vai querer provar o que fez com as próprias mãozinhas. A rabanada é uma boa introdução à cozinha: fácil, saborosa e com possível meleca à vista.

Rabanada (baseada na receita da Martha Stewart)

Rendimento: 1 unidade

1 ovo
1 fatia grossa de pão
1/4 xícara de leite
1  colher (sopa) de leite condensado
Canela a gosto
Extrato de baunilha a gosto

Corte uma fatia generosa do pão (cerca de 2,5cm). Em um prato fundo, bata o ovo, o leite condensado, o leite, a canela e o extrato de baunilha. Quando essa mistura estiver homogênea, afunde a fatia de pão nela. Após um minuto (ou até ter absorvido quase tudo), vire e deixe mais um minuto. Esquente a frigideira em fogo médio e coloque um naquinho de manteiga e um pingo de óleo. Quando ela estiver quente, baixe o fogo e acomode o pão no centro da frigideira, deixando cerca de três minutos cada lado – ou até que os dois lados estejam dourados. Finalize com açúcar de confeiteiro e chocolate em pó.

Dicas

1. Se o pão for caseiro, mais delicioso vai ficar (e não me vem fazer com pão sete grãos que eu não olho mais na tua cara);

2. O leite condensado é opcional – é só pra dar uma adocicada mesmo. Se quiser, substitua pela mesma quantia de açúcar;

3. Como tem um sabor suave, sirva com um acompanhamento – como mel, maple syrup, açúcar de confeiteiro, cacau em pó, açúcar de confeiteiro, frutas, geleias;

4. Tente colocar outras especiarias, crie sua própria versão! A noz moscada, por exemplo, é bastante utilizada nas french toasts americanas;

5. Se você esquentar demais a frigideira, o pão vai torrar por fora e ficar cru por dentro. Se você esquentar de menos, ele vai ficar molengo e nojento, pode dar pro cachorro (mentira, não pode). O ideal é que esteja bem quente quando colocar o pão, para criar a crosta crocante e dourada – mas o fogo logo pode ser diminuído, para que o interior cozinhe também;

6. É importante colocar um pouco de óleo junto com a manteiga, pois ela queima com muita facilidade – enquanto o óleo aguenta temperaturas maiores;

No Instagram, rolou essa foto aqui:

2 Responses to Party Time: Rabanada para o Dia das Crianças

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current [email protected] *