• Bowl

    Adocica: Bowl crocante com mousse de chocolate branco

  • Slider 2

    ADOCICA: BROWNIE DE STIKADINHO NO POTE

  • Slider

    Doces do Mundo: Churros

  • Slider

    DOCES DO MUNDO: DONUTS

Eu adoro planejar festas de aniversário. Sou daquelas que fazem mil listas, organizam nos mínimos detalhes, pensam tudo com antecedência – e, claro, deixam umas coisinhas pra última hora, porque também há preguiça nesse corpo. Desde os meus 18, faço uma festinha bem íntima pros meus amigos do colégio, daqueles que são tipo família, sabe? Com o passar do tempo, foi virando um clássico indispensável, até ser considerado o evento do ano ou, como chamamos, o “Natal da 308″ hehe. Eu gosto de rever fotos antigas e ver as evoluções – tanto das nossas carinhas de bebê quanto dos quitutes. Vamos dizer que, lá no início, eu só gostava da parte de comer, então deixava a parte de fazer pra quem entendia do assunto (leia-se totosinho e torta de padaria, porque eu não era exigente haha). O aperfeiçoamento da comilança foi diretamente proporcional ao meu interesse por gastronomia, e as junções foram ficando mais saborosas ao longo dos anos.

Eu gosto de preparar quase tudo, costumo abrir mão apenas dos salgadinhos. Ano passado, fiz marshmallow (com maçarico à disposição, que foi disputadíssimo), naked cake, docinhos e mini hambúrguer - com pão caseiro e tudo. Esse ano, resolvi delegar um pouco mais, para poder aproveitar melhor a festa e evitar a fadiga. Encomendei os salgadinhos, os hamburguinhos e os brigadeiros maravilhosos da minha amiga Camila Postal (o branquinho brûlèe é coisa de outro mundo – e não é jabá, sou tiete mesmo). Fiz em casa bolos de pote, cachorrinho de festa de criança e éclair. Gosto bastante da parte da decoração, apesar de não ser expert no assunto. Resolvi fazer tudo em tons pastel – precisei comprar apenas os descartáveis, porque o resto já tinha em casa.

Resumindo: junte umas comidinhas gostosas, uma decoração fofa e amigos maravilhosos que a festa tá garantida. Na verdade verdadeira, o que importa mesmo é se divertir (clichês da vida real). Para quem quiser saber os pormenores e fazer a sua própria festinha em casa, coloquei todos os detalhes abaixo :)

Organização

Gosto de colocar os preparativos na ponta do lápis, pra ter tudo sob controle e não precisar me estressar sem necessidade. Pra mim, a melhor forma é fazendo listas – que, além de centralizarem tudo, ainda dão aquele prazer estranho de riscar as coisas que já foram feitas. Ah, uma parte muito importante é poder contar com um suporte extra – no meu caso, meu namorado e minha mãe deram a maior força!

1. Comidas e bebidas

Pra mim, a lista mais importante de todas – óbvio #vaigordinha. Coloco nela todos os comes e bebes, desde aqueles que vou preparar em casa, até as encomendas (aproveite pra já escrever ao lado o valor a ser pago e o endereço, pra não perder tempo procurando no dia). Eu gosto de jogar várias ideias no papel ao longo dos meses que antecedem, com inspirações que vejo por aí, pra sempre ter alguma coisinha diferente. Nesse ano, minha lista para 25 convidados ficou assim:

Mini éclairs de crème pâtissier ao chocolate amargo e glaçagem de cacau – 40 unidades
Mini pavê da minha sogra – 20 unidades
Marshmallows (rosa e verde pastel) – 2 pacotes de 500g (queria pacotes menores, mas não achei)
Bolo de pote de chocolate e brigadeiro branco – 25 unidades
Brigadeiros da Camila Postal (brûlèe, amargo, preto e branco, caramelo salgado e churros) – 100 unidades
Cachorrinho quente – 70 unidades
Balas e confeitos (tons pastel)
Mini Hambúrguer – 25 unidades
Salgadinhos variados (com opções vegetarianas) – 300 unidades
Refrigerantes (comprei pouco, pois estava frio) – 6 litros (consumido: 2L)
Suco de laranja – 5 litros (consumido: 2L)
Quentão – 3 litros
Estação de chás (térmicas de água quente + sachês de açúcar + chás diversos + copos de isopor + caneta de retroprojetor para cada um escrever seu nome no copo)
Água saborizada (hortelã, laranja e pimenta rosa) – 5 litros

2. Decoração

Foi tudo bem simples, mas bem charmosinho. Gosto de usar objetos que já tenho em casa, que comprei em viagens, pra ficar bem pessoal mesmo. Separei em quatro partes: mesa principal, com todos os doces; mesa lateral, com estação de chás e água saborizada; mesinha de centro, com os salgadinhos; mesinhas de apoio, para colocar as bebidas e os copos em uso. Usei os seguintes itens:

Livros de gastronomia: são interessantes para dar altura à mesa, destacando algumas partes;
Boleiras: uma grande para acomodar os bolinhos, duas pequenas para colocar doces;
Stand de dois andares: são muito versáteis, dão um charme extra e servem para qualquer comida. Coloquei as mini éclairs;
Pratos fofos: curto a ideia de usar pratinhos “de verdade” na decor, pois dá um ar bem caseiro. Para não ter risco de quebrar, acho mais indicado deixar na mesa principal, e não circulando com as guloseimas;
Suqueira: comprei em uma loja de festas de Brasília (R$49), é perfeita para água saborizada e faz o maior sucesso;
Mini quadros negros: comprei na mesma loja que a suqueira. É legal pra dar aquela enfrescurada básica;
Latinhas variadas: servem tanto para colocar docinhos, quanto para acomodar utensílios, como talheres e canudos;
Baleiros: usei um de cristal (tipo bomboniere), dois de vidro e um bem simplinho de plástico, mas super legal porque é só girar que os confeitos caem;
Bandejas de papelão: compro em lojas de festas e dá para reutilizar (R$3 a unidade). Uso, principalmente, para colocar os salgadinhos;
Cachepôs de papelão: uso para colocar os lixinhos. Deixo em lugares estratégicos, assim a sujeira não acumula pelas mesas;
Descartáveis: não sou fã, mas acabei cedendo em função da praticidade. Esse ano, comprei também canudinhos de papel, que são uma fofura. Acho que as pessoas ficaram com pena, porque quase nenhum foi usado haha;
Balões: usei apenas alguns, espetados em varetinhas, para dar altura nas mesas e deixar com mais cara de aniver;

3. Compras

Nessa lista, eu coloco todos os ingredientes necessários pra fazer as preparações, separados por prato. Essa é a forma mais eficiente que eu encontrei pra não correr o risco de perceber que não tem fermento em casa só quando a massa do bolo já está pronta. Além disso, coloco todos os descartáveis (pratos, copos, talheres, velas, guardanapos, canudos, potes) e bebidas. É essencial repassar ponto por ponto, para não deixar passar algum detalhe importante (pensa numa pessoa que leva a festinha de aniversário a sério hahaha).

4. To do List (plano de ação)

É aqui que todos os elementos da festa convergem. Coloco tudo, desde assar o bolo até buscar as encomendas. É legal fazer essa lista pra que não haja necessidade de se escabelar e correr de um lado como uma barata tonta (às vezes, acontece igual). Para ficar mais organizado, dá para estabelecer dias e horários ou colocar em uma ordem que faça sentido. Eu escrevo tudo mesmo, porque não dá pra confiar na memória em momentos de correria.

Receitas

Essas duas receitinhas que vou passar nem chegam a ser receeeeitas, são mais sugestões mesmo. Sou super a favor de cada um dar o seu pitaco, o seu tempero e a sua frescurinha particular :)

Bolo de Pote

Rendimento: 25 potes

1 receita de bolo de chocolate
4 latas de leite condensado
2 caixinhas de creme de leite
Confeitos coloridos
Splits Callebaut
Potinhos de acrílico de 180ml
200ml de leite integral
2 colheres de achocolatado

Leve para a panela as latas de leite condensado em fogo alto e, com uma espátula, mexa fazendo um oito no fundo da panela. Quando ficar bem líquido e quente, baixe o fogo e continue mexendo, até que desgrude do fundo (ao inclinar a panela, a massa deve se desgrudar facilmente). Depois de pronto, acrescentar o creme de leite e misturar até que incorpore tudo. Reserve até que esfrie completamente. Corte o bolo em quadrados (ou círculos, dependendo do seu pote) semelhantes ao tamanho dos potinhos. Vire o quadrado de lado e corte novamente, deixando ele em duas camadas. Comece colocando o brigadeiro no fundo do pote, pra dar aquela deliciosidade extra. Intercale com uma camada de bolo e regue com o leite misturado ao achocolatado. Coloque mais uma camada de brigadeiro e ponha os confeitos, fechando com mais bolo regado com calda. Finalize com mais brigadeiro e jogue uns splits de chocolate belga por cima pra fechar lindamente. Não esqueça de colocar uma vela em cada bolinho!

Dicas:

1. O recheio pode variar de acordo com o seu gosto, claro. Já fiz com brigadeiro de chocolate meio amargo com Ferrero Rocher, com brigadeiro branco e morangos… Esse da festa eu coloquei creme de confeiteiro com chocolate também, pois havia sobrado das éclairs. É interessante botar algo que quebre um pouco a doçura – a não ser que você seja uma formigona como eu!

2. Eu faço essa calda porque é muito fácil, mas use a da sua preferência. Fica bem saboroso também com uma caldinha de leite com açúcar mascavo;

3. Finalize da forma que preferir: dá até pra usar bico de confeitar e deixar com carinha de cupcake;

Cachorrinho

Rendimento: cerca de 70 cachorrinhos

7 tomates grandes
1 cebola grande
3 dentes de alho
500g de passata de tomate
20 salsichas
1 ramo de manjericão
Sal a gosto
Pimenta a gosto
Orégano a gosto
Páprica a gosto
70 pães de cachorrinho

Com uma faca afiada, faça um xis nas duas extremidades dos tomates e coloque-os na água fervente. Em poucos minutos, quando as cascas estiverem desgrudando, retire-os da panela e dê um choque térmico na água fria. Puxe as cascas, corte em quatro partes no sentido do comprimento e retire as sementes. Corte em cubinhos e reserve. Corte a cebola em cubinhos, chore um pouco e também reserve. Corte o alho e, claro, reserve. Leve uma panela ao fogo e coloque óleo. Quando ele estiver bem quente, ponha o alho e refogue até a cozinha ficar super cheirosa. Cuidando para não deixar queimar, logo coloque a cebola, refogando até que fique translúcida. Nesse ponto, acrescente os tomates picados, a passata e todos os temperos, e deixe curtir bem em fogo baixo. À medida que reduzir, vá colocando água aos poucos, até que o molho fique da consistência desejada (eu deixei o meu por cerca de 1 hora, até concentrar bem os sabores e ficar homogêneo). Cozinhe as salsichas separadamente e dispense a água. Corte em cubinhos pequenos e junte ao molho. Leve os pãezinhos ao forno já aquecido e deixe por alguns minutos. Recheie-os generosamente e sirva dentro de saquinhos. Por mim, só precisava ter isso <3

Essas foram as minhas dicas pra organizar uma festa em casa. O que acharam? Também costumam fazer festinhas assim? :)

12 Responses to Party Time: Meus 25 anos em tons pastel + Dicas de Organização + Duas Receitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current [email protected] *